Ao usar o #CSSCAN foi retornado a critica “CSS-00107: Character set migration utility schema not installed”

select * from v$nls_parameters where parameter in (‘NLS_CHARACTERSET’,’NLS_LANGUAGE’);

— ALTER SESSION SET NLS_LANGUAGE = ‘AMERICAN’
— ALTER SESSION SET NLS_LANGUAGE = ‘BRAZILIAN PORTUGUESE’

–WE8ISO8859P1
–WE8MSWIN1252

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
[oracle@srvrussia ~]$ csscan
 
Character Set Scanner v2.2 : Release 11.2.0.1.0 - Production on Sat Nov 26 09:58       :21 2016
 
Copyright (c) 1982, 2009, Oracle and/or its affiliates.  All rights reserved.
 
Username: system
 
Password:
 
Connected to:
Oracle Database 11g Enterprise Edition Release 11.2.0.1.0 - 64bit Production
With the Partitioning, OLAP, Data Mining and Real Application Testing options
 
CSS-00107: Character set migration utility schema not installed
 
Scanner terminated unsuccessfully.

 

Para resolver é simples, basta conectar com usuário SYS, localizar o script (csminst.sql) conforme o diretório de instalação do Oracle e executar.

1
SQL> @/u01/app/oracle/product/11.2.0/db_1/rdbms/admin/csminst.sql

 

screenshot_1 Read More →

vi /etc/sysconfig/network

NETWORKING=yes

NETWORKING_IPV6=no

HOSTNAME=localhost.localdomain

Na linha hostname é so alterar para o novo hostname.

HOSTNAME=servidor.fabianobento.com.br

/etc/hosts
127.0.0.1 servidor.fabianobento.com.br

/etc/HOSTNAME

servidor.fabianobento.com.br

Como instalar Apache, MySQL e PHP (LAMP) no CentOS 6.3
30/09/2012

Neste artigo vou descrever a maneira mais simples e rapida para configurar um servidor LAMP Apache, MySQL e PHP

Instalar o Apache

yum install httpd

instalar MySQL

yum install mysql-server

Iniciar o serviço do MySQL
service mysqld start

mysql_secure_installation

yum install php php-mysql

chkconfig httpd on
chkconfig mysqld on

service http start

Transferência de arquivos por FTP

Fazendo um download

No console do Linux digite:

ftp ftp.nome_servidor.com.br ou ftp 127.0.0.1(IP)

Você deverá entrar agora com nome e senha, logo após aparecerá o prompt do servidor ftp.
Alguns comandos importantes.
Para saber em que diretório estamos:

ftp> pwd

Para listar o conteúdo: (mesma funcionalidade do ls -l)

ftp> dir

Comando para mostrar simbolos de # durante o download do arquivo:

ftp> hash

Desligar o modo interativo do ftp. Isso evita que o ftp peça a confirmação para cada arquivo a ser transferido:(Importante no caso da transferência de muitos arquivos)

ftp> prompt

Desse modo setamos a transferência para modo binário. A transferência pode ser tanto no modo binário para arquivos não texto e AscII para arquivos texto. Mas prefira sempre usar o modo binário:

ftp> binary

Sair temporariamente do modo ftp e ir para o shell: (portanto ao retornar é preciso digitar novamente os comandos hash,prompt e binary se for o caso.)

ftp> !

Digite exit para voltar ao ftp.
Dessa forma o ftp assume que o diretório corrente passa a ser o local onde indicamos:

ftp> lcd nome_diretorio

Usando get, para transferir um arquivo por vez. O get não suporta o uso de metacaracteres:

ftp> get name_file

Com mget, podemos transferir vários arquivos de uma vez e podemos usar metacaracteres. O comando abaixo transfere todos os arquivos.

ftp> mget*

Sair do ftp

ftp> bye

Para fazer upload o procedimento é o mesmo a única diferença é que usamos put e mput no lugar de get e mget respectivamente.

ftp> put name_file
ftp> mput*

Digitando help listamos uma série de comandos aceitos pelo ftp

mkdir -> cria diretório no servidor ftp
rmdir -> apaga diretório no servidor ftp
status -> estado da conexão com o servidor ftp
mdelete -> apaga arquivo no servidor ftp

get: Para baixar os arquivos
put: Para subir arquivos
lid: Especifica o diretório local sobre o que vamos trabalhar
cd: Utiliza-se para se mover através dos diretórios
delete: Elimina um arquivo do servidor remoto
oppend: permite recompor um download que tenha sido interrumpido
open: abre uma sessão no FTP
close: termina a sessão com o FTP
bye: fecha a sessão e sai do programa de forma que todas as sessões abertas se fechem
ls: mostra o conteúdo do servidor remoto
mput: sobe vários arquivos ao servidor
mget: baixa vários arquivos ao computador local
user: serve para mudar o usuário com o qual nos conectamos ao FTP
bynary: situa-nos em modo binário
ascii: situa-nos em modo de arquivos de texto

Origem: http://marcosdalte.blogspot.com.br/2008/02/transferncia-de-arquivos-por-ftp.html
http://flaviotorres.com.br/fnt/artigos/ftp.php

Compacta com uma velocidade aceitável.

tar -zcf arquivo.tar.gz diretorio

Colocando a data no arquivo para isso você coloca no final do arquivo o seguinte:

$(date +%Y-%m-%d_%H-%M-%S)

Exemplos:

tar -zcf arquivo_$(date +%Y-%m-%d_%H-%M-%S).tar.gz DIRETORIO

Compactação com Gzip:

tar -zcf arquivo.tar.gz DIRETORIO

Compactação com Bzip:

tar -jcf arquivo.tar.bz DIRETORIO

Para descompactar utilize os comandos:

zip:

gunzip nomedoarquivo

rar:

rar x nomedoarquivo

tar:

gzip nomedoarquivo

tar.gz:

tar -vzxf nomedoarquivo

tar.bz2:

tar -vxjpf nomedoarquivo

A configuração é bem rápida e de grande utilidade,
pois alterando a porta padrão você evita que as pessoas tentem ficar acessando seu servidor.

Localize e abra o arquivo de configuração

vi /etc/ssh/sshd_conf

Descomente a linha
#Port 22

Port 2222

Você também poderá configurar mais de uma porta de acesso,
acrescentando outra linha com a porta desejada, conforme abaixo. Isto ajuda quando precisa fazer manutenções remotas em redes de terceiros onde algumas portas são bloqueadas.

Port 2222
Port 5555

e reinicie o serviço.

/etc/init.d/sshd restart
ou
service sshd restart

Não esqueça de configurar seu firewall para liberar o acesso a nova porta configurada.

iptables -A INPUT -m state –state NEW -m tcp -p tcp –dport 2222 -j ACCEPT
iptables -A INPUT -p tcp -m state –state NEW -m tcp –dport 22 -j ACCEPT

Salvar a regra no firewall

/sbin/service iptables save

/etc/init.d/iptables restart
ou
service iptables restart

http://wiki.centos.org/HowTos/Network/SecuringSSH

Agora é so abrir o Putty e conectar!

Acessar pasta tmp

cd /tmp

1- Download
64 bit
wget http://www.zvps.co.uk/downloads/centos/10-1-0/installer-10-1-0-centos-64.sh.x.tar.gz
32
wget http://www.zvps.co.uk/downloads/centos/10-1-0/installer-10-1-0-centos-32.sh.x.tar.gz

2- Descompactar
64 bit
tar -xf installer-10-1-0-centos-64.sh.x.tar.gz

32 bit
tar -xf installer-10-1-0-centos-32.sh.x.tar.gz

3- permissão
64 bit
chmod +x installer-10-1-0-centos-64.sh.x

32 bit
chmod +x installer-10-1-0-centos-32.sh.x

4-Pré requisitos

yum install ld-linux.so.2 curl

5-Instalando
64 bit
./installer-10-1-0-centos-64.sh.x

32 bit
./installer-10-1-0-centos-32.sh.x

America/Sao_Paulo
server.fabianobento.com.br
y

Após a instalação acess o diretório root, e abra o arquivo passwords.txt para ver os dados de acesso.

Caso perca a senha do

Login to your SSH console or open a console windows if you have physical acces to your server, then type in:
http://docs.zpanelcp.com/?node=43
setzadmin –set new-password

Links:

Informações:http://docs.zpanelcp.com/?node=7
Desinstalar: forums.zpanelcp.com/thread-4648.html
http://www.zpanelcp.com/download/
http://www.zvps.co.uk/zpanelcp/centos-6
http://www.php.net/manual/pt_BR/timezones.america.php

http://www.google.com.br/#biw=1280&bih=852&sclient=psy-ab&q=instalar+zpanel+centos&oq=instalar+zpanel+centos&gs_l=hp.3..0i13i30l3j0i10i30.1043.6089.0.6177.24.24.0.0.0.0.312.5315.2-22j1.23.0…0.0…1c.1.16.psy-ab.BNtvjnemK5Q&pbx=1&bav=on.2,or.r_qf.&bvm=bv.47534661,d.dmg&fp=9034b8c58fa6c127

Subindo a base e listener do banco Oracle 11g, após ligar o servidor

Neste video de hoje vou mostrar como subir o serviço do Oracle após ligar o servidor com o oracle já instalado e configurado.

Link do Video: https://www.youtube.com/watch?v=9v_yHPofgnQ

Comandos:

//Ativando o LISTENER
$lsnrctl start
//Parando o LISTENER
$lsnrctl stop
//Conectando localmente no servidor
$sqlplus / as sysdba
//Ativando a base de dados
SQL> startup
//Parando a base de dados
SQL> shutdown immediate

Canal: https://www.youtube.com/user/Fabianowebdeveloper

Configurando conexão com PHP + Oracle usando CentOS 6.3 / Red Hat 6.3

Neste artigo vou descrever a maneira mais simples e rapida para configurar o PHP para suporte com Oracle.

Antes de iniciar é necessário ter alguns pacotes básicos instalados;

1
# yum install gcc gcc-c++ autoconf

Instalar o servidor web Apache
O comando abaixo instala o servidor web apache.

1
# yum -y install httpd

Configure para iniciar junto co o boot
Agora configuramos o apache para iniciar junto com o boot.

1
# chkconfig httpd on

Instalar o PHP
Instalando o PHP

1
# yum -y install php php-devel php-pear

Para instalar todas as bibliotecas do PHP – esta etapa não é obrigatoria
O comando abaixo instala todas as extensões disponíveis para o PHP

1
# yum -y install php*

Configurar o SELINUX
Agora vamos desabilitar SELINUX para não interferir no servidor httpd

1
2
3
/etc/sysconfig/selinux
 
# SELINUX=disabled

Instalar o Oracle client
Agora precisamos baixar o client do oracle no site Oracle.com é necessário fazer um cadastro rápido e gratuito.
Lembrando que você deve baixar de acordo com a arquitetura i686 ou x64

O comando abaixo instala os pacotes RPM.
x86_64
oracle-instantclient11.2-basic-11.2.0.3.0-1.x86_64.rpm
oracle-instantclient11.2-devel-11.2.0.3.0-1.x86_64.rpm

1
2
# rpm -ivh oracle-instantclient11.2-basic-11.2.0.3.0-1.x86_64.rpm
# rpm -ivh oracle-instantclient11.2-devel-11.2.0.3.0-1.x86_64.rpm

i686/i386
oracle-instantclient11.2-basic-11.2.0.1.0-1.i386.rpm
oracle-instantclient11.2-devel-11.2.0.1.0-1.i386.rpm

1
2
# rpm -ivh oracle-instantclient11.2-basic-11.2.0.1.0-1.i386.rpm
# rpm -ivh oracle-instantclient11.2-devel-11.2.0.1.0-1.i386.rpm

Agora é necessário setar a variável D_LIBRARY_PATH para o caminho da instalação do oracle client, que será carregado durante a Instalação do OCI8

1
2
# export LD_LIBRARY_PATH=/usr/lib/oracle/
# export LD_LIBRARY_PATH=/usr/lib64/oracle/

PHP – Instalação das extensões PECL
http://php.net/manual/pt_BR/install.pecl.php

Instalar o OCI

1
# pecl install oci8

Quando for solicitado o caminho do oracle_home, pressione enter caso tenha usado o comando export LD_LIBRARY_PATH apontando para o caminho do oracle client ou informar o caminho da instalação
Lembrando que tem diferença entre as plataformas i686 e x64(de acordo com a versão de plataforma e client do oracle usados)
Para suporte
http://php.net/manual/pt_BR/install.pecl.php

Editar o arquivo php.ini

1
# /etc/php.ini

Acrescentar a linha

1
# extension=oci8.so

reiniciar o host

1
# reboot

após reiniciar crie um arquivo phpinfo.php

1
2
3
<?php
phpinfo();
?>

Se tudo ocorreu bem deverá aparecer o modulo OCI conforme a imagem abaixo

Problemas comuns

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
When running the CLI version of PHP from the command line, you may receive errors like the following:
[[email protected] /root]$ php -v
PHP Warning: Module 'pcre' already loaded in Unknown on line 0
PHP Warning: PHP Startup: Unable to load dynamic library '/usr/local/php5/lib/php/extensions/no-debug-non-zts-20060613/spl.so' - /usr/local/php5/lib/php/extensions/no-debug-non-zts-20060613/spl.so: Undefined symbol "pcre_exec" in Unknown on line 0
 PHP Warning: Module 'SimpleXML' already loaded in Unknown on line 0
PHP Warning: Module 'session' already loaded in Unknown on line 0
PHP Warning: Module 'exif' already loaded in Unknown on line 0
PHP 5.2.3 (cli) (built: Jun 14 2007 15:29:17)
Copyright (c) 1997-2007 The PHP Group
Zend Engine v2.2.0, Copyright (c) 1998-2007 Zend Technologies

Como resolver?
-Verifique se desabilitou o SELINUX após a configuração é necessário reiniciar o host.