Instalar Webmin (versão 1.940) no CentOS 8 usando o arquivo tar.gz

O Webmin é um sistema que permite o gerenciamento dos principais servidores(plataforma unix) como; Apache, DNS, Squid, DHCP, Compartilhamento de arquivos, Banco de dados MySQL entre muito outros.
Uma das maiores vantanges é a administração através do browser(Navegador de internet) que pode ser feito localmente ou remoto em qualquer computador conectado a internet, e você não precisa editar os arquivos de configuração manualmente.

Após logar no servidor usando o Putty vamos instalar o servidor web e pacotes necessários;

Instalando o servidor web

yum install httpd -y

Instalando o pacote Perl

yum install perl perl5 -y

Fazendo o download

Para o download vamos acessar o diretório temporário, digite no terminal;

cd /tmp

Agora o comando para o download

wget https://sourceforge.net/projects/webadmin/files/webmin/1.940/webmin-1.940.tar.gz

Vamos instalar

[root@server /tmp]

# gunzip webmin-1.940.tar.gz

[root@server /tmp]

# tar xf webmin-1.940.tar

[root@server /tmp]

# cd webmin-1.940

[root@server /tmp/webmin-1.940]

# ./setup.sh /usr/local/webmin

Quando o arquivo script.sh for executado, ele irá fazer algumas perguntas:

– O diretório de configuração do webmin
(pode ser escolhido um diretorio diferente para que as configurações sejam salvas quando você atualizar, se estiver usando o mesmo diretório config esta será a unica pergunta)

– O diretório de log do Webmin
(Local para armazenar os arquivos de log do webserver)

– Diretório da instalação do Perl
(Normalmente é, /usr/bin/perl ou /usr/local/bin/perl)

– Tipo do sistema operacional
(O script irá mostrar uma lista de sistemas suporteados, se o seu não estiver na lista escolha o mais proximo, mas poderá não funcionar corretamente)

– Porta de funcionamento do servidor web
(porta padrão :10000)

– Usuário e Senha
(Usuário e senha usados para acessar o servidor Webmin)

– Nome do servidor Web
(nome da maquina em que o Webmin esta instalado)

– SSL
(So será perguntado se tiver instalado no sistema bibliotecas SSL Perl)

– Iniciar o Webmin na inicialização da maquina
(Se for suportado pelo sistema operacional o Webmin irá perguntar se deseja inicia-lo junto com a inicialização da maquina)

Apos instalado pode ser facilmente acessado por qualquer computador, basta digitar no navegador http://localhost:10000/ ou trocar o localhost pelo IP do servidor.

Post para a versão CentOS 5.5

vi /etc/sysconfig/network

NETWORKING=yes

NETWORKING_IPV6=no

HOSTNAME=localhost.localdomain

Na linha hostname é so alterar para o novo hostname.

HOSTNAME=servidor.fabianobento.com.br

/etc/hosts
127.0.0.1 servidor.fabianobento.com.br

/etc/HOSTNAME

servidor.fabianobento.com.br

Como instalar Apache, MySQL e PHP (LAMP) no CentOS 6.3
30/09/2012

Neste artigo vou descrever a maneira mais simples e rapida para configurar um servidor LAMP Apache, MySQL e PHP

Instalar o Apache

yum install httpd

instalar MySQL

yum install mysql-server

Iniciar o serviço do MySQL
service mysqld start

mysql_secure_installation

yum install php php-mysql

chkconfig httpd on
chkconfig mysqld on

service http start

A configuração é bem rápida e de grande utilidade,
pois alterando a porta padrão você evita que as pessoas tentem ficar acessando seu servidor.

Localize e abra o arquivo de configuração

vi /etc/ssh/sshd_conf

Descomente a linha
#Port 22

Port 2222

Você também poderá configurar mais de uma porta de acesso,
acrescentando outra linha com a porta desejada, conforme abaixo. Isto ajuda quando precisa fazer manutenções remotas em redes de terceiros onde algumas portas são bloqueadas.

Port 2222
Port 5555

e reinicie o serviço.

/etc/init.d/sshd restart
ou
service sshd restart

Não esqueça de configurar seu firewall para liberar o acesso a nova porta configurada.

iptables -A INPUT -m state –state NEW -m tcp -p tcp –dport 2222 -j ACCEPT
iptables -A INPUT -p tcp -m state –state NEW -m tcp –dport 22 -j ACCEPT

Salvar a regra no firewall

/sbin/service iptables save

/etc/init.d/iptables restart
ou
service iptables restart

http://wiki.centos.org/HowTos/Network/SecuringSSH

Agora é so abrir o Putty e conectar!