Como saber a versão do CentOS/RedHat

Posted by Bento | Posted in CentOS, Hardware, Softwares e Redes, Linux, Red Hat | Posted on 28-06-2017-05-2008

0

Como saber a versão do CentOS

Acesse o SHELL da máquina/servidor

Em seguida digite o comando

# cat /etc/redhat-release

O comando irá retornar a versão do CentOS/RedHat

CentOS release 6.9 (Final)

Dúvidas, deixe seu comentário!

Como instalar Apache, MySQL e PHP (LAMP) no CentOS 6.3

Posted by Bento | Posted in Apache, Artigos, Banco de Dados, CentOS, Linux, MySQL, PHP, Red Hat, Servidor Web, Sistemas Operacionais, Software Livre | Posted on 30-09-2013-05-2008

0

Como instalar Apache, MySQL e PHP (LAMP) no CentOS 6.3
30/09/2012

Neste artigo vou descrever a maneira mais simples e rapida para configurar um servidor LAMP Apache, MySQL e PHP

Instalar o Apache

yum install httpd

instalar MySQL

yum install mysql-server

Iniciar o serviço do MySQL
service mysqld start

mysql_secure_installation

yum install php php-mysql

chkconfig httpd on
chkconfig mysqld on

service http start

Transferência de arquivos por FTP

Posted by Bento | Posted in Artigos, CentOS, Red Hat, Sistemas Operacionais | Posted on 23-09-2013-05-2008

0

Transferência de arquivos por FTP

Fazendo um download

No console do Linux digite:

ftp ftp.nome_servidor.com.br ou ftp 127.0.0.1(IP)

Você deverá entrar agora com nome e senha, logo após aparecerá o prompt do servidor ftp.
Alguns comandos importantes.
Para saber em que diretório estamos:

ftp> pwd

Para listar o conteúdo: (mesma funcionalidade do ls -l)

ftp> dir

Comando para mostrar simbolos de # durante o download do arquivo:

ftp> hash

Desligar o modo interativo do ftp. Isso evita que o ftp peça a confirmação para cada arquivo a ser transferido:(Importante no caso da transferência de muitos arquivos)

ftp> prompt

Desse modo setamos a transferência para modo binário. A transferência pode ser tanto no modo binário para arquivos não texto e AscII para arquivos texto. Mas prefira sempre usar o modo binário:

ftp> binary

Sair temporariamente do modo ftp e ir para o shell: (portanto ao retornar é preciso digitar novamente os comandos hash,prompt e binary se for o caso.)

ftp> !

Digite exit para voltar ao ftp.
Dessa forma o ftp assume que o diretório corrente passa a ser o local onde indicamos:

ftp> lcd nome_diretorio

Usando get, para transferir um arquivo por vez. O get não suporta o uso de metacaracteres:

ftp> get name_file

Com mget, podemos transferir vários arquivos de uma vez e podemos usar metacaracteres. O comando abaixo transfere todos os arquivos.

ftp> mget*

Sair do ftp

ftp> bye

Para fazer upload o procedimento é o mesmo a única diferença é que usamos put e mput no lugar de get e mget respectivamente.

ftp> put name_file
ftp> mput*

Digitando help listamos uma série de comandos aceitos pelo ftp

mkdir -> cria diretório no servidor ftp
rmdir -> apaga diretório no servidor ftp
status -> estado da conexão com o servidor ftp
mdelete -> apaga arquivo no servidor ftp

get: Para baixar os arquivos
put: Para subir arquivos
lid: Especifica o diretório local sobre o que vamos trabalhar
cd: Utiliza-se para se mover através dos diretórios
delete: Elimina um arquivo do servidor remoto
oppend: permite recompor um download que tenha sido interrumpido
open: abre uma sessão no FTP
close: termina a sessão com o FTP
bye: fecha a sessão e sai do programa de forma que todas as sessões abertas se fechem
ls: mostra o conteúdo do servidor remoto
mput: sobe vários arquivos ao servidor
mget: baixa vários arquivos ao computador local
user: serve para mudar o usuário com o qual nos conectamos ao FTP
bynary: situa-nos em modo binário
ascii: situa-nos em modo de arquivos de texto

Origem: http://marcosdalte.blogspot.com.br/2008/02/transferncia-de-arquivos-por-ftp.html
http://flaviotorres.com.br/fnt/artigos/ftp.php

Compactando pastas no Linux

Posted by Bento | Posted in CentOS, Debian, Linux, Red Hat, Sistemas Operacionais, Ubuntu | Posted on 23-09-2013-05-2008

0

Compacta com uma velocidade aceitável.

tar -zcf arquivo.tar.gz diretorio

Colocando a data no arquivo para isso você coloca no final do arquivo o seguinte:

$(date +%Y-%m-%d_%H-%M-%S)

Exemplos:

tar -zcf arquivo_$(date +%Y-%m-%d_%H-%M-%S).tar.gz DIRETORIO

Compactação com Gzip:

tar -zcf arquivo.tar.gz DIRETORIO

Compactação com Bzip:

tar -jcf arquivo.tar.bz DIRETORIO

Para descompactar utilize os comandos:

zip:

gunzip nomedoarquivo

rar:

rar x nomedoarquivo

tar:

gzip nomedoarquivo

tar.gz:

tar -vzxf nomedoarquivo

tar.bz2:

tar -vxjpf nomedoarquivo

Configurar/Alterar a porta de acesso SSH no CentOS 6

Posted by Bento | Posted in Artigos, CentOS, Linux, Red Hat, Segurança, Sem categoria, Servidor Web, Sistemas Operacionais, Software Livre | Posted on 07-08-2013-05-2008

8

A configuração é bem rápida e de grande utilidade,
pois alterando a porta padrão você evita que as pessoas tentem ficar acessando seu servidor.

Localize e abra o arquivo de configuração

vi /etc/ssh/sshd_conf

Descomente a linha
#Port 22

Port 2222

Você também poderá configurar mais de uma porta de acesso,
acrescentando outra linha com a porta desejada, conforme abaixo. Isto ajuda quando precisa fazer manutenções remotas em redes de terceiros onde algumas portas são bloqueadas.

Port 2222
Port 5555

e reinicie o serviço.

/etc/init.d/sshd restart
ou
service sshd restart

Não esqueça de configurar seu firewall para liberar o acesso a nova porta configurada.

iptables -A INPUT -m state –state NEW -m tcp -p tcp –dport 2222 -j ACCEPT
iptables -A INPUT -p tcp -m state –state NEW -m tcp –dport 22 -j ACCEPT

Salvar a regra no firewall

/sbin/service iptables save

/etc/init.d/iptables restart
ou
service iptables restart

http://wiki.centos.org/HowTos/Network/SecuringSSH

Agora é so abrir o Putty e conectar!

Subindo a base e listener do banco Oracle 11g, após ligar o servidor

Posted by Bento | Posted in Banco de Dados, CentOS, Oracle, Red Hat | Posted on 07-04-2013-05-2008

3

Subindo a base e listener do banco Oracle 11g, após ligar o servidor

Neste video de hoje vou mostrar como subir o serviço do Oracle após ligar o servidor com o oracle já instalado e configurado.

Link do Video: https://www.youtube.com/watch?v=9v_yHPofgnQ

Comandos:

//Ativando o LISTENER
$lsnrctl start
//Parando o LISTENER
$lsnrctl stop
//Conectando localmente no servidor
$sqlplus / as sysdba
//Ativando a base de dados
SQL> startup
//Parando a base de dados
SQL> shutdown immediate

Canal: https://www.youtube.com/user/Fabianowebdeveloper

Oracle – Comandos

Posted by Bento | Posted in Banco de Dados, CentOS, Oracle, Red Hat | Posted on 10-11-2012-05-2008

0

Oracle – Comandos

Assistente de configuração do Oracle net


[oracle@localhost ~]$netca

Assistente de configuração de banco de dados

[oracle@localhost ~]$dbca

Assistente de configuração do

[oracle@localhost ~]$emca

Enterprise Manager

Inicar: emctl start dbconsole
Parar: emctl stop dbconsole
Status: emctl status dbconsole

[oracle@localhost ~]$env | grep ORACLE

[oracle@localhost ~]$sysctl -p |grep kernel

[oracle@localhost ~]$df -k /dev/shm
SQL> show parameter arch
// /u01/app/oracle/oradata/dbbanco/archive/

Tamanho do banco

select sum(bytes) /1073741824  TAMANHO_GB from dba_segments;

monitor sessão

SQL> SELECT SID, SERIAL#, USERNAME
FROM V$SESSION
 WHERE USERNAME='SYS';

Dica: diretório para scripts
/u01/app/oracle/admin/scripts

Configurando o PHP para suporte com Oracle usando CentOS 6.3 / Red Hat 6.3

Posted by Bento | Posted in Apache, Artigos, Banco de Dados, CentOS, Linux, Oracle, PHP, Red Hat, Servidor Web, Sistemas Operacionais | Posted on 09-10-2012-05-2008

3

Configurando conexão com PHP + Oracle usando CentOS 6.3 / Red Hat 6.3

Neste artigo vou descrever a maneira mais simples e rapida para configurar o PHP para suporte com Oracle.

Antes de iniciar é necessário ter alguns pacotes básicos instalados;

1
# yum install gcc gcc-c++ autoconf

Instalar o servidor web Apache
O comando abaixo instala o servidor web apache.

1
# yum -y install httpd

Configure para iniciar junto co o boot
Agora configuramos o apache para iniciar junto com o boot.

1
# chkconfig httpd on

Instalar o PHP
Instalando o PHP

1
# yum -y install php php-devel php-pear

Para instalar todas as bibliotecas do PHP – esta etapa não é obrigatoria
O comando abaixo instala todas as extensões disponíveis para o PHP

1
# yum -y install php*

Configurar o SELINUX
Agora vamos desabilitar SELINUX para não interferir no servidor httpd

1
2
3
/etc/sysconfig/selinux
 
# SELINUX=disabled

Instalar o Oracle client
Agora precisamos baixar o client do oracle no site Oracle.com é necessário fazer um cadastro rápido e gratuito.
Lembrando que você deve baixar de acordo com a arquitetura i686 ou x64

O comando abaixo instala os pacotes RPM.
x86_64
oracle-instantclient11.2-basic-11.2.0.3.0-1.x86_64.rpm
oracle-instantclient11.2-devel-11.2.0.3.0-1.x86_64.rpm

1
2
# rpm -ivh oracle-instantclient11.2-basic-11.2.0.3.0-1.x86_64.rpm
# rpm -ivh oracle-instantclient11.2-devel-11.2.0.3.0-1.x86_64.rpm

i686/i386
oracle-instantclient11.2-basic-11.2.0.1.0-1.i386.rpm
oracle-instantclient11.2-devel-11.2.0.1.0-1.i386.rpm

1
2
# rpm -ivh oracle-instantclient11.2-basic-11.2.0.1.0-1.i386.rpm
# rpm -ivh oracle-instantclient11.2-devel-11.2.0.1.0-1.i386.rpm

Agora é necessário setar a variável D_LIBRARY_PATH para o caminho da instalação do oracle client, que será carregado durante a Instalação do OCI8

1
2
# export LD_LIBRARY_PATH=/usr/lib/oracle/
# export LD_LIBRARY_PATH=/usr/lib64/oracle/

PHP – Instalação das extensões PECL
http://php.net/manual/pt_BR/install.pecl.php

Instalar o OCI

1
# pecl install oci8

Quando for solicitado o caminho do oracle_home, pressione enter caso tenha usado o comando export LD_LIBRARY_PATH apontando para o caminho do oracle client ou informar o caminho da instalação
Lembrando que tem diferença entre as plataformas i686 e x64(de acordo com a versão de plataforma e client do oracle usados)
Para suporte
http://php.net/manual/pt_BR/install.pecl.php

Editar o arquivo php.ini

1
# /etc/php.ini

Acrescentar a linha

1
# extension=oci8.so

reiniciar o host

1
# reboot

após reiniciar crie um arquivo phpinfo.php

1
2
3
<?php
phpinfo();
?>

Se tudo ocorreu bem deverá aparecer o modulo OCI conforme a imagem abaixo

Problemas comuns

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
When running the CLI version of PHP from the command line, you may receive errors like the following:
[root@myserver /root]$ php -v
PHP Warning: Module 'pcre' already loaded in Unknown on line 0
PHP Warning: PHP Startup: Unable to load dynamic library '/usr/local/php5/lib/php/extensions/no-debug-non-zts-20060613/spl.so' - /usr/local/php5/lib/php/extensions/no-debug-non-zts-20060613/spl.so: Undefined symbol "pcre_exec" in Unknown on line 0
 PHP Warning: Module 'SimpleXML' already loaded in Unknown on line 0
PHP Warning: Module 'session' already loaded in Unknown on line 0
PHP Warning: Module 'exif' already loaded in Unknown on line 0
PHP 5.2.3 (cli) (built: Jun 14 2007 15:29:17)
Copyright (c) 1997-2007 The PHP Group
Zend Engine v2.2.0, Copyright (c) 1998-2007 Zend Technologies

Como resolver?
-Verifique se desabilitou o SELINUX após a configuração é necessário reiniciar o host.

Transferindo arquivo entre computadores usando chave pública (SSH e SCP) – Usando certificados DSA

Posted by Bento | Posted in Artigos, CentOS, Linux, Red Hat, Sistemas Operacionais | Posted on 28-05-2012-05-2008

0

O problema?
Transferir arquivo entre dois servidores RedHat/CentOS usando o SCP sem autenticação.

Solução
Pesquisando na internet em vários blogs e juntando um pouquinho de cada um a solução que encontrei foi usar certificados RSA.

Para você usar deve ter instalado um servidor SSH.
#yum install -y ssh

Gere o certificado

#ssh-keygen -t dsa

Edite o arquivo sshd_config

# vi /etc/ssh/sshd_config

Nesse arquivo devemos ter essas linhas descomentadas:

PubkeyAuthentication yes
AuthorizedKeysFile %h/.ssh/authorized_keys

Agora copie o certificado gerado para o servidor e insira o conteudo do arquivo no authorized_keys

cat id_rsa.pub >> /root/.ssh/authorized_keys
cat id_rsa.pub >> /home/oracle/.ssh/authorized_keys

scp oracle@192.168.1.8:/ora_backup/full_tasy.dmp /ora_backup/

SSH – http://blog.fabianobento.com.br/2012/05/ssh/
Comandos SSH Linux – http://blog.fabianobento.com.br/2012/05/comandos-ssh-linux/

http://www.vivaolinux.com.br/dica/Utilizando-chaves-publicas-no-SSH-e-SCP
http://www.pedropereira.net/ssh-sem-senha-autenticacao-atraves-de-certificados-rsa/

Instalando e configurando o CentOS 6.2 x86_64 (Instalação do Oracle 11g R2)

Posted by Bento | Posted in Artigos, Banco de Dados, CentOS, Linux, Oracle, Red Hat, Servidor Web, Sistemas Operacionais, Software Livre | Posted on 15-05-2012-05-2008

0

Instalando CentOS 6.2 x86_64

Neste artigo de hoje vou mostrar como instalar e fazer as configurarações iniciais do centOS 6.2 x86_64, neste servidor será instalado o Oracle 11g R2, para replicação do ambiente principal que esta no Red Hat 6.2 x86_64.

Estou usando um ambiente cloud, com as seguintes configurações;

Processador Intel Xeon E5620 2.40GHz
8 Core’s
12 GB ram
1 Placa de rede (Gigabyte)
300 GB de espaço

Antes de iniciarmos precisamos fazer download do centos, acesse o link e baixe de onde preferir.

Baixe a versão x86_64
Links para donwloads
http://www.centos.org/
http://www.centos.org/modules/tinycontent/index.php?id=15

Mãos na massa!!!!

Nesta primeira tela do boot selecione a opçao install
Escolha o idioma de sua preferencia.

Selecione o seu tipo de teclado.

Tipo de armazenamento (estou usando disco local, caso esteja usando armazenamenro em storage selecione o outro tipo.)

Informe o nome para o host.

Fuso horário.

Informe uma senha para usuário root e confirme.

Marque a opção para criar personalizado e prosiga.

Recomendações do DBA para criação do swap

1024 MB até 2048 – Calcular espaço do Swap 1.5 X RAM
2049 MB até 16 GB – Calcular espaço do Swap 1 X RAM
maior que 16 GB – Espaço do Swap 16 GB

Vou criar a partição swap com o tamanho equivalente q quantidade de memória ram disponivel, no meu caso tenho 12 GB, então vou criar uma partiçao com 122888 MB (1024*12).

Agora crie uma outra partição, com o ponto de montagem / (barra) e marque para utilizar o espaço restante.

Aguarde o processo de formatação, levará alguns minutos até a próxima tela.

Nesta etapa o instalador copia os arquivos e faz as configurações Pós-Instalação automaticamente, é so aguardar….

A tela abaixo mostra que finalizamos a primeira etapa (instalação), agora vamos fazer as configurações iniciais.

Nesta será criado um outro usuário (informe um usuário e senha).

Informe a data e hora.

Kdump – Após configurar o kdump reinicie o host.

Quando reiniciar a primeira configuração a ser feita é liberar o acesso SSH ao servidor(essencial para configurar remotamente de outros computadores.).

para habilitar o SSH digite o comando no terminal.

#chkconfig sshd on

Agora inicie o serviço.

#service sshd start

Em seguida vamos configurar a placa de rede.

Logue como root, e no terminal digite #ifconfig, anote o endereço MAC.

#ifconfig

Agora acesse o diretório network-scripts

#cd /etc/sysconfig/network-scripts

crie um arquivo com o nome ifcfg-eth0

#vi ifcfgeth0

Dentro do arquivo deverá conter as informações como abaixo(altere conforme sua rede)

#ENDEREÇO MAC

HWADDR=00:00:00:00:00:00

TYPE=Ethernet

BOOTPROTO=none

#IP DO HOST

IPADDR=192.168.1.19

#MASCARA

PREFIX=24

#GATEWAY

GATEWAY=192.168.1.6

#SERVIDORES DNS DA SUA REDE

DNS1=192.168.1.2

DNS1=192.168.1.9

DEFROUTE=yes

IPV4_FAILURE_FATAL=yes

IPV6INIT=no

#NOME DA CONEXAO

NAME=eth0

#ATIVA PLACA DE REDE NO BOOT

ONBOOT=yes

Salve o arquivo e reinicie o servidor para aplicar as alterações.

no terminal digite o comando abaixo para atualizar os pacotes do servidor(esta etapa demora um pouco dependendo da sua velocidade com a internet).

#yum update -y

Vamos configurar o arquivo hosts

#vi /etc/hosts

Acrescente a linha no final do arquivo conforme o endereço IP que você informou durante a instalação e nome do host.

192.168.1.19 srv06.seudomnio.com srv06

Agora vamos desativar o SELINUX, edite o arquivo /etc/selinux/cofig

#vi etc/selinux/config

Altere de enforcing para disable

SELINUX=disabled

Agora vamos configurar os pré-requisitos para instalaçao do oracle 11g R2

Vamos editar o arquivo /etc/sysctl.conf e setar os parâmetros do kernel.

kernel.shmall = 2097152

kernel.shmmax = 536870912

kernel.shmmni = 4096

kernel.sem = 250 32000 100 128

fs.file-max = 6815744

fs.aio-max-nr = 1048576

fs.suid_dumpable = 1

net.ipv4.ip_local_port_range = 9000 65500

net.core.rmem_default = 262144

net.core.rmem_max = 4194304

net.core.wmem_default = 262144

net.core.wmem_max = 1048576

Em seguida vamos instalar os pacotes necessários para instalação do oracle.
Estes pacotes estão no diretório Packages da midia de instalação
Você poderá instalar pacote por pacote com o comando rpm -ivh nome-pacote ou pelo YUM

Veja abaixo a lista dos pacotes a serem instalados:

yum install -y gnome-icon-theme-2.28.0-2.el6.noarch

yum install -y sgml-common-0.6.3-32.el6.noarch

yum install -y dmz-cursor-themes-0.4-4.el6.noarch

yum install -y libstdc++-devel-4.4.4-13.el6.x86_64

yum install -y kernel-headers-2.6.32-71.el6.x86_64

yum install -y elfutils-libelf-devel-0.148-1.el6.x86_64

yum install -y libgcc-4.4.4-13.el6.i686

yum install -y nss-softokn-freebl-3.12.7-1.1.el6.i686

yum install -y glibc-2.12-1.7.el6.i686

yum install -y mpfr-2.4.1-6.el6.x86_64

yum install -y libXt-1.0.7-1.el6.x86_64

yum install -y libXmu-1.0.5-1.el6.x86_64

yum install -y libXxf86misc-1.0.2-1.el6.x86_64

yum install -y libXxf86vm-1.1.0-1.el6.x86_64

yum install -y libaio-0.3.107-10.el6.i686

yum install -y libstdc++-4.4.4-13.el6.i686

yum install -y ncurses-libs-5.7-3.20090208.el6.i686

yum install -y readline-6.0-3.el6.i686

yum install -y libICE-1.0.6-1.el6.i686

yum install -y xorg-x11-xauth-1.0.2-7.1.el6.x86_64

yum install -y cpp-4.4.4-13.el6.x86_64

yum install -y libtool-ltdl-2.2.6-15.5.el6.x86_64

yum install -y unixODBC-2.2.14-11.el6.x86_64

yum install -y ppl-0.10.2-11.el6.x86_64

yum install -y cloog-ppl-0.15.7-1.2.el6.x86_64

yum install -y libmcpp-2.7.2-4.1.el6.x86_64

yum install -y mcpp-2.7.2-4.1.el6.x86_64

yum install -y xorg-x11-server-utils-7.4-15.el6.x86_64

yum install -y compat-db42-4.2.52-15.el6.x86_64

yum install -y compat-db43-4.3.29-15.el6.x86_64

yum install -y libdmx-1.1.0-1.el6.x86_64

yum install -y libXxf86dga-1.1.1-1.el6.x86_64

yum install -y libXv-1.0.5-1.el6.x86_64

yum install -y libIDL-0.8.13-2.1.el6.x86_64

yum install -y ORBit2-2.14.17-3.1.el6.x86_64

yum install -y GConf2-2.28.0-6.el6.x86_64

yum install -y libbonobo-2.24.2-4.el6.x86_64

yum install -y gtk2-engines-2.18.4-5.el6.x86_64

yum install -y shared-mime-info-0.70-4.el6.x86_64

yum install -y libdaemon-0.14-1.el6.x86_64

yum install -y avahi-0.6.25-8.el6.x86_64

yum install -y avahi-glib-0.6.25-8.el6.x86_64

yum install -y gnome-vfs2-2.24.2-6.el6.x86_64

yum install -y libtool-ltdl-2.2.6-15.5.el6.i686

yum install -y unixODBC-2.2.14-11.el6.i686

yum install -y libuuid-2.17.2-6.el6.i686

yum install -y libSM-1.1.0-7.1.el6.i686

yum install -y libXau-1.0.5-1.el6.i686

yum install -y xorg-x11-utils-7.4-8.el6.x86_64

yum install -y compat-libstdc++-33-3.2.3-69.el6.x86_64

yum install -y celt051-0.5.1.3-0.el6.x86_64

yum install -y libXp-1.0.0-15.1.el6.x86_64

yum install -y libxcb-1.5-1.el6.i686

yum install -y libX11-1.3-2.el6.i686

yum install -y libXext-1.1-3.el6.i686

yum install -y ConsoleKit-x11-0.4.1-3.el6.x86_64

yum install -y libXi-1.3-3.el6.i686

yum install -y xorg-x11-xinit-1.0.9-13.el6.x86_64

yum install -y libXtst-1.0.99.2-3.el6.i686

yum install -y libXt-1.0.7-1.el6.i686

yum install -y compat-libstdc++-33-3.2.3-69.el6.i686

yum install -y glibc-headers-2.12-1.7.el6.x86_64

yum install -y glibc-devel-2.12-1.7.el6.x86_64

yum install -y gcc-4.4.4-13.el6.x86_64

yum install -y compat-gcc-34-3.4.6-19.el6.x86_64

yum install -y gnome-themes-2.28.1-6.el6.noarch

yum install -y system-icon-theme-6.0.0-2.el6.noarch

yum install -y system-gnome-theme-60.0.2-1.el6.noarch

yum install -y ncurses-devel-5.7-3.20090208.el6.x86_64

yum install -y libgnome-2.28.0-11.el6.x86_64

yum install -y gcc-c++-4.4.4-13.el6.x86_64

yum install -y readline-devel-6.0-3.el6.x86_64

yum install -y glibc-devel-2.12-1.7.el6.i686

yum install -y compat-db-4.6.21-15.el6.x86_64

yum install -y unixODBC-devel-2.2.14-11.el6.i686

yum install -y unixODBC-devel-2.2.14-11.el6.x86_64

yum install -y libaio-devel-0.3.107-10.el6.i686

yum install -y libaio-devel-0.3.107-10.el6.x86_64

yum install -y compat-gcc-34-c++-3.4.6-19.el6.x86_64.rpm

yum install -y compat-li*

yum install -y elfu*

yum install -y gcc-c++ pdksh*

yum install -y gcc

yum install -y compat*

yum install -y pdksh*

 

# yum install -y unixODBC.i686

# yum install -y unixODBC-devel.i686

# yum install -y unixODBC-devel

http://blog.fabianobento.com.br/downloads/pdksh-5.2.14-12.i386.rpm
http://blog.fabianobento.com.br/downloads/pdksh-5.2.14-21.x86_64.rpm

Agora seu servidor está pronto para receber a instalação do oracle.

Contate seu DBA para criar o diretório da instalação, configurar os usuários, permissões e parametros do Oracle.

Posts relacionados

 

Instalando e Configurando o VNC no Red Hat 6.2 / CentOS 6.2
http://blog.fabianobento.com.br/2012/05/instalando-configurando-vnc-red-hat-6-2/

Habilitando ambiente X na inicialização do Red Hat 6.2 / CentOS 6.2
http://blog.fabianobento.com.br/2012/05/habilitando-ambiente-na-inicializacao-red-hat-6-2/

Instalando o Oracle Database 11g Release 2 (11.2) no Red Hat 6.2 – Resolvendo dependencias
http://blog.fabianobento.com.br/2012/05/instalando-oracle-database-11g-release-2-11-2-red-hat-6-2/