Instalar Webmin (versão 1.940) no CentOS 8 usando o arquivo tar.gz

O Webmin é um sistema que permite o gerenciamento dos principais servidores(plataforma unix) como; Apache, DNS, Squid, DHCP, Compartilhamento de arquivos, Banco de dados MySQL entre muito outros.
Uma das maiores vantanges é a administração através do browser(Navegador de internet) que pode ser feito localmente ou remoto em qualquer computador conectado a internet, e você não precisa editar os arquivos de configuração manualmente.

Após logar no servidor usando o Putty vamos instalar o servidor web e pacotes necessários;

Instalando o servidor web

yum install httpd -y

Instalando o pacote Perl

yum install perl perl5 -y

Fazendo o download

Para o download vamos acessar o diretório temporário, digite no terminal;

cd /tmp

Agora o comando para o download

wget https://sourceforge.net/projects/webadmin/files/webmin/1.940/webmin-1.940.tar.gz

Vamos instalar

[root@server /tmp]

# gunzip webmin-1.940.tar.gz

[root@server /tmp]

# tar xf webmin-1.940.tar

[root@server /tmp]

# cd webmin-1.940

[root@server /tmp/webmin-1.940]

# ./setup.sh /usr/local/webmin

Quando o arquivo script.sh for executado, ele irá fazer algumas perguntas:

– O diretório de configuração do webmin
(pode ser escolhido um diretorio diferente para que as configurações sejam salvas quando você atualizar, se estiver usando o mesmo diretório config esta será a unica pergunta)

– O diretório de log do Webmin
(Local para armazenar os arquivos de log do webserver)

– Diretório da instalação do Perl
(Normalmente é, /usr/bin/perl ou /usr/local/bin/perl)

– Tipo do sistema operacional
(O script irá mostrar uma lista de sistemas suporteados, se o seu não estiver na lista escolha o mais proximo, mas poderá não funcionar corretamente)

– Porta de funcionamento do servidor web
(porta padrão :10000)

– Usuário e Senha
(Usuário e senha usados para acessar o servidor Webmin)

– Nome do servidor Web
(nome da maquina em que o Webmin esta instalado)

– SSL
(So será perguntado se tiver instalado no sistema bibliotecas SSL Perl)

– Iniciar o Webmin na inicialização da maquina
(Se for suportado pelo sistema operacional o Webmin irá perguntar se deseja inicia-lo junto com a inicialização da maquina)

Apos instalado pode ser facilmente acessado por qualquer computador, basta digitar no navegador http://localhost:10000/ ou trocar o localhost pelo IP do servidor.

Post para a versão CentOS 5.5

Perdeu uma partição do seu HD?

Não entre em desespero! Recupere de verdade com o software TestDisk.

Recentemente minha HD perdeu a partição pesquisando na internet encontrei a coletania de programas do Hirens Boot, após fazer o boot executei o programa e selecionar a opção de scan que localizou a partição e os arquivos, na sequencia fui copiando as pastas para uma HD em bom funcionamento.

Passo a passo para a recuperação –>

http://blog.fabianobento.com.br/2014/07/perdeu-uma-particao-do-seu-hd-passo-a-passo-para-a-recuperacao-de-arquivos/

test disk l testdisk7 testdisk-1.jpg

sistemas de arquivos suportados:

  • BeFS (BeOS).
  • BSD (FreeBSD/OpenBSD/NetBSD).
  • CramFS, Compressed File System.
  • DOS/Windows FAT12, FAT16 e FAT32.
  • HFS, HFS+ e HFSX, Hierarchical File System.
  • JFS, IBMs Journaled File System.
  • Linux ext2 e ext3.
  • Partições criptografadas Linux LUKS.
  • Linux RAID md 0.9/1.0/1.1/1.2.
  • Linux Swap (versões 1 e 2).
  • LVM e LVM2, Linux Logical Volume Manager.
  • Mapa de partições Mac.
  • Novell Storage Services, NSS.
  • NTFS (Windows NT/2000/XP/2003/Vista/2008)
  • ReiserFS 3.5, 3.6 e 4.
  • Sun Solaris i386.
  • Unix File System UFS e UFS2 (Sun/BSD/…).
  • XFS, SGIs Journaled File System.

A configuração é bem rápida e de grande utilidade,
pois alterando a porta padrão você evita que as pessoas tentem ficar acessando seu servidor.

Localize e abra o arquivo de configuração

vi /etc/ssh/sshd_conf

Descomente a linha
#Port 22

Port 2222

Você também poderá configurar mais de uma porta de acesso,
acrescentando outra linha com a porta desejada, conforme abaixo. Isto ajuda quando precisa fazer manutenções remotas em redes de terceiros onde algumas portas são bloqueadas.

Port 2222
Port 5555

e reinicie o serviço.

/etc/init.d/sshd restart
ou
service sshd restart

Não esqueça de configurar seu firewall para liberar o acesso a nova porta configurada.

iptables -A INPUT -m state –state NEW -m tcp -p tcp –dport 2222 -j ACCEPT
iptables -A INPUT -p tcp -m state –state NEW -m tcp –dport 22 -j ACCEPT

Salvar a regra no firewall

/sbin/service iptables save

/etc/init.d/iptables restart
ou
service iptables restart

http://wiki.centos.org/HowTos/Network/SecuringSSH

Agora é so abrir o Putty e conectar!

Gerenciamento de TI – Backup

Equipamentos:

 

Autoloader – Sistema para gravação de dados em fita

Storag: Aquisição de storage com baixo desempenho por ser mais barata apenas para gravação de dados.

 

Software:

Bacula – software open source que roda em linux(centOS, RedHat), e pode controle o robo de backup.

CA ARCserve Backup –

HP data protector –

 

Cloud Computing

Servidores remotos para gravação dos dados

 

Hoje vamos aprender a fazer um Filtro de palavras inapropriadas com substiuição de palavras. Poderá ser implementado no seu sistema de mural de recados, comentários de artigos ou fotos, enfim vamos ao que interessa.

Nessa parte vamos criar uma tabela no banco de dados para armazenar as palavras que queremos filtrar.


CREATE TABLE IF NOT EXISTS `filtro_palavras` (
  `Codigo` int(4) NOT NULL AUTO_INCREMENT,
  `MsgErrada` varchar(200) DEFAULT NULL,
  `MsgCorreta` varchar(200) DEFAULT '--',
  PRIMARY KEY (`Codigo`),
  UNIQUE KEY `MsgErrada` (`MsgErrada`)
) ENGINE=MyISAM  DEFAULT CHARSET=latin1 COMMENT='armazena filtros de palavras' AUTO_INCREMENT=1 ;

Agora vamos criar a função que vai fazer todo o trabalho.
Crie um arquivo chamado filtro.php e coloque o codigo abaixo.


//conexão com o banco de dados
$conexao = mysql_connect('servidor', 'usuario', 'senha') or die(mysql_error());
//seleciona banco de dados
$db = mysql_select_db('banco', $conexao) or die(mysql_error());

// função para Filtrar palavras inapropriadas
function filtro($mensagem)
{
    if ($mensagem) {
        $resultado = mysql_query("SELECT * FROM filtro_palavras");
        while ($mostra = mysql_fetch_array($resultado)) {
            $mensagem= str_replace($mostra['MsgErrada'], $mostra['MsgCorreta'],  $mensagem);
        }
    }
    return $mensagem;
}
?

Para chamar a função dentro do seu código siga o exemplo abaixo:

//inclue a função
include('filtro.php');

//chama a função
filtro("frase mural recado")

Se tiver alguma duvida, é so postar.