php artisan migrate

[Illuminate\Database\QueryException] SQLSTATE[42000]: Syntax error or access violation: 1071 Specified key was too long; max key length is 1000 bytes (SQL: alter table users add unique users_email_unique(email))

Este erro ocorre devido a capacidade de armazenamento do engine (charset) do banco de dados;

Inclua a linha $table->engine = ‘InnoDB’; nos arquivos [migrations] para evitar o erro.

Caso queira manter como MyISAM edite o arquivo Builder.php, conforme descrito abaixo.

Correção rápida: Edite o arquivo; vendor\laravel\framework\src\Illuminate\Database\Schema\Builder.php

Alterando a variável $ defaultStringLength = 255;, para $defaultStringLength = 250;. Conforme o exemplo abaixo;

Exemplo:
public static $defaultStringLength = 255;

public static $defaultStringLength = 250;

Programação ZPL II – Modelo de Etiqueta com QR Code (Zebra GC 420)

^XA~TA000~JSN^LT0^MNW^MTT^PON^PMN^LH0,0^JMA^PR5,5~SD15^JUS^LRN^CI0^XZ
^XA
^MMT
^PW719
^LL0240
^LS0
^FT634,192^BQN,2,3
^FH\^FDMA,&idade^FS
^FT16,78^A0N,34,38^FH\^FD&nm_completo^FS
^FT17,168^A0N,34,28^FH\^FDEndereço: &endereco^FS
^FT17,214^A0N,25,24^FH\^FDComplemento: &complemento^FS
^FT16,120^A0N,34,33^FH\^FDIdade.: &idade^FS
^FT643,218^A0N,25,26^FH\^FD&idade^FS
^FT273,39^A0N,34,36^FH\^FDidentica_empresa^FS
^FT574,101^A0N,28,28^FH\^FDCidade: &nm_cidade^FS
^FT418,112^A0N,28,28^FH\^FDDt. Nasc.: ^FS
^FT418,146^A0N,28,28^FH\^FD&Idade^FS
^PQ1,0,1,Y^XZ

Aprenda também como fazer um Pulsei para impressão na Zebra HC 100

Resolvendo o erro:

Error Code: 1415
Not allowed to return a result set from a function

Este erro ocorre devido a ausência do comando INTO

DELIMITER $$

CREATE
FUNCTION obter_nome_(cd_pessoa INT(11))
RETURNS VARCHAR(150) CHARSET latin1

DETERMINISTIC

BEGIN

DECLARE nm_pessoa_r VARCHAR(150);    

IF (cd_pessoa_e IS NOT NULL) THEN

    SELECT
    p.nm_pessoa
    INTO
    nm_pessoa_r
    FROM 
        pessoa p
    WHERE p.cd_pessoa = cd_pessoa_e
    ;
END IF;

RETURN  nm_pessoa_r;
END$$

DELIMITER ;

O Oracle Virtual Box pode ser gerenciado a partir da linha de comando (Prompt). Você pode criar scripts para automatizar backups, duplicação, snapshot e outros recursos disponíveis.

Vboxmanage é a interface de linha de comandos do Virtualbox.

Abaixo irei demonstrar como iniciar uma VM Oracle Virtual Box.

Para começar abra o Prompt de Comando como administrador. Procure por “CMD” ou “Prompt” no menu iniciar, em seguida escolha a opção Executar como administrador ou a opção com o botão direito do Mouse “Executar como administrador”.

A instalação do Oracle Virtual Box geralmente fica em “C:\Program Files\Oracle\VirtualBox”

Acesse o caminho da instalação, digite o comando

cd C:\Program Files\Oracle\VirtualBox\

Consulte todos os comandos e opções no site oficial Oracle Virtual Box.

O comando vboxmanage list runningvms lista as vm ativadas

Para desligar a vm, use o comando vboxmanage controlvm UID / NAME poweroff, informe o nome ou UID, ficando da seguinte forma.

vboxmanage controlvm 1976b723-b1ad-4d25-b655-cfbe15e16bfe poweroff

Para iniciar a VM utilize o comando; vboxmanage startvm 1976b723-b1ad-4d25-b655-cfbe15e16bfe

Validador TISS 03.05.00

http://fabianobento.com.br/validadortiss/

Software gratuito para validação e análise de arquivos no padrão TISS da ANS.

Você poderá validar gratuitamente seus arquivos XML no padrão TISS, sem a necessidade de instalar.

-Não é necessário instalar
-Padrão TISS
-Codificação TUSS
-Dados do Prestador
-Suporte a arquivos do monitoramento
-Informações das contas e valores
– Versão do arquivo
– Estrutura

Neste artigo estarei demonstrando como instalar o Banco de Dados Oracle 12c no Windows, incluindo a criação de um banco padrão.

Antes de instalar o software, o OUI (Oracle Universal Installer), fará algumas verificações automatizadas para garantir que o computador atenda aos requisitos básicos de hardware e software para a instalação do banco de Dados Oracle. Caso o computador não atenda aos requisitos, uma mensagem será apresentada.

Alguns requisitos básicos são:

Mínimo de 2GB de memória física
Pelo menos 10 GB de espaço em disco

Para começar é necessário fazer o download do Oracle 12c pelo link https://www.oracle.com/database/technologies/oracle-database-software-downloads.html

Após o download você deve descompactar os arquivos baixados;


Neste seção, você iniciará a instalação do Banco de Dados Oracle, acesse a pasta database que você extraiu na etapa anterior e clique duas vezes sobre setup, pode ser necessário permitir a execução do arquivo na UAC.

Na janela que será aberta digite seu endereço de e-mail e a senha do login no site da oracle para receber as notificações dos problemas de segurança por e-mail. Se você não quiser as notificações por e-mail desmarque a opção e clique em próximo.
Nesta Janela selecione uma das opções, em nosso tutorial Criamos e configuramos um banco de dados, então marque a primeira opção.
Escolha a opção de acordo a arquitetura da instalação, sendo; Classe Desktop/Laptop ou servidor.
Neste tutorial utilizaremos a opção Classe Desktop.
Segu
indo a recomendação, iremos marcar a opção para a criar um novo usuário no Windows com apenas os privilégios necessários para a execução da instância do banco de dados.
Nesta janela é realizado a configuração do local de instalação, observe que por padrão é criado um banco de dados chamado pdborcl. Na minha instalação estou alterando para “bento”, você pode deixar com o padrão ou alterar.
Digite a senha para a administração do Banco de Dados Oracle. Essa senha será utilizados posteriormente para login de administrador SYS e SYSTEM.
O instalador fará as verificações de pré requisitos.
Após as verificações de pré-requisito a janela com o resumo será apresentada, revisa todas as configurações e clique em instalar.
A janela de status será exibida. Esta etapa leva cerca de 15 minutos dependendo da configuração do computador.

Em seguida será aberta a tela do Assistente de Configuração do Banco de Dados.

Ao chegar em 100% será exibida a janela abaixo informando que terminou, caso queira abrir o gerenciamento de senhas para desbloquear outras contas clique no botão.
Após a

Ao terminar você poderá abrir o gerenciador e navegar a partir do endereço https://localhost:5500/em com o usuário SYS.

Após concluir clique em “Fechar”

https://localhost:5500/em

Agora você poderá analisar e verificar a partir dos serviços do Windows a execução dos serviço do Banco de Dados Oracle.

Abra o executar no menu iniciar ou com a tela de atalho Windows + R, e digite Services.msc

Caso reinicie o computador e não consiga acessar o banco de dados, verifique se os serviços estão ativos e funcionando.

Caso queira acessar de outros computadores será necessário liberar a porta 1521 ou 1522 no firewall, instalar o client do Oracle no outro computador e configurar o arquivo TNSNAMES.ora, que normalmente fica localizado em C:\app\OracleHomeUser\product\12.1.0\dbhome_1\NETWORK\ADMIN
Este é o arquivo da instalação do servidor, nas estações de trabalho é necessário ajustar o nome do HOST com o IP ou nome do computador.

Instalar Webmin (versão 1.940) no CentOS 8 usando o arquivo tar.gz

O Webmin é um sistema que permite o gerenciamento dos principais servidores(plataforma unix) como; Apache, DNS, Squid, DHCP, Compartilhamento de arquivos, Banco de dados MySQL entre muito outros.
Uma das maiores vantanges é a administração através do browser(Navegador de internet) que pode ser feito localmente ou remoto em qualquer computador conectado a internet, e você não precisa editar os arquivos de configuração manualmente.

Após logar no servidor usando o Putty vamos instalar o servidor web e pacotes necessários;

Instalando o servidor web

yum install httpd -y

Instalando o pacote Perl

yum install perl perl5 -y

Fazendo o download

Para o download vamos acessar o diretório temporário, digite no terminal;

cd /tmp

Agora o comando para o download

wget https://sourceforge.net/projects/webadmin/files/webmin/1.940/webmin-1.940.tar.gz

Vamos instalar

[root@server /tmp]

# gunzip webmin-1.940.tar.gz

[root@server /tmp]

# tar xf webmin-1.940.tar

[root@server /tmp]

# cd webmin-1.940

[root@server /tmp/webmin-1.940]

# ./setup.sh /usr/local/webmin

Quando o arquivo script.sh for executado, ele irá fazer algumas perguntas:

– O diretório de configuração do webmin
(pode ser escolhido um diretorio diferente para que as configurações sejam salvas quando você atualizar, se estiver usando o mesmo diretório config esta será a unica pergunta)

– O diretório de log do Webmin
(Local para armazenar os arquivos de log do webserver)

– Diretório da instalação do Perl
(Normalmente é, /usr/bin/perl ou /usr/local/bin/perl)

– Tipo do sistema operacional
(O script irá mostrar uma lista de sistemas suporteados, se o seu não estiver na lista escolha o mais proximo, mas poderá não funcionar corretamente)

– Porta de funcionamento do servidor web
(porta padrão :10000)

– Usuário e Senha
(Usuário e senha usados para acessar o servidor Webmin)

– Nome do servidor Web
(nome da maquina em que o Webmin esta instalado)

– SSL
(So será perguntado se tiver instalado no sistema bibliotecas SSL Perl)

– Iniciar o Webmin na inicialização da maquina
(Se for suportado pelo sistema operacional o Webmin irá perguntar se deseja inicia-lo junto com a inicialização da maquina)

Apos instalado pode ser facilmente acessado por qualquer computador, basta digitar no navegador http://localhost:10000/ ou trocar o localhost pelo IP do servidor.

Post para a versão CentOS 5.5

Estarei ensinando como conectar ao banco de dados MySQL a partir do seu computador utilizando um SGBD.

A maioria das hospagens disponibilizam o PhpMyAdmin, que auxilia na criação e manutenção do banco de dados.

Mas por ser on-line, acaba por não ser muito útil na criação de querys e rotinas devido as opções para salvar os arquivos, debug nas rotinas e principalmente os testes.

O Cpanel possui o recurso Remote MySQL que permite liberar a conexão remota de hosts(servidores e computadores) ao banco de dados.

Vamos lá!
1º Passo – Acessar o Cpanel

Após conectar ao Cpanel localize o recurso MySQL Remoto.

2º Passo – Adicionar o IP/Host para conexão.

No campo Host, digite o IP ou nome do servidor no qual irá conceder a permissão de acesso, mas é recomendado usar um endereço IP.

Exemplos:

IP: 127.0.0.1
Host/Server: server1.fabianobento.com.br

Também pode ser utilizado o caractere %(porcentagem), como coringa, para permitir o acesso de qualquer lugar e computador.
Para delimitar uma subnet, utilize parte do IP com o caractere %.

Exemplo: 127.0.0.%

3º Remover permissão de acesso

Para remover a permissão de acesso, basta clicar sobre a opção Excluir, do item a ser removido a permissão de acesso.

Ao iniciar o Oracle VM VirtualBox é apresentado a mensagem:

The VBoxSDS windows service is disabled.
Reinstall VirtualBox to fix it. Alternatively try reenable the service by setting it to ‘Manual’ startup type in the Windows Service management console, or by runing ‘sc config VBoxSDS start=demand’ on the command line..

Código de Resultado:
ERROR_SERVICE_DISABLED 0x80070422 (0x80070422)
Componente:
VirtualBoxClientWrap


Para resolver o problema abra o serviços do windows (Win+R e digite services.msc), em seguida localize o serviço VirtualBox system service e inicie o serviço. Você também poderá deixar configurado o tipo de inicializaç